5 days in Athens, Greece

en. For many years I wanted to go to Greece, especially to Athens, but for someone who lives in Portugal flying to Greece means you have to cross entire Europe, without a direct flight, and that comes with a cost, literally. The scenery changes when you live in Switzerland and you have a direct flight to Athens. Let’s go to Athens!

In my mind, I thought we would need four to five days in Athens, but then someone told me “Athens is just the Acropolis”. Athens can’t be just the Acropolis… That was when I met a Greek girl at a book fair in Basel, I told you about her here, and we talked about Athens. Lucky me, she made an Athens guide full of precious tips from her and her friends, true Athenians. And yes there is more in Athens than the Acropolis and I much enjoyed this chaotic city.

Day one
Our first day at the Greek capital couldn’t have started better with a tour through the Athenian Stoas organized by Athens Walkthrough. The Stoas are galleries within the city, full of small traditional shops and businesses: book shops, print shops, cafés, tool shops, toy shops… Some of them are not so touristic, so it’s a great opportunity to talk to people. For a couple of hours, I felt more like a local and less a tourist, I was in Athens, but I could be somewhere in Porto downtown.

After a cultural tour, we were much in need of a quick bite before heading to the Acropolis, so we decided to stop at Feyrouz for lunch. Feyrouz is a tiny restaurant, which serves incredible tasty Lebanese food for a very cheap price.

After lunch, we were ready to walk all the way up to the Athens landmark, the Acropolis (buy the tickets in advance here). The Acropolis is a fascinating temple complex, located on the top of a rocky hill with great views over the city. The complex is packed with tourists, but totally worth to go there and see with your eyes the amazing buildings some dated from 4th century B.C.

The day finished at the Philopappou hill for a different perspective over the Acropolis and to see the amazing sunset.

Day two
On our second day in Athens, the sun was shining and it was quite hot so we decided to enjoy the morning outside exploring the Acropolis district, Plaka. While exploring it, we stopped at Flaneur to buy some local products as souvenirs, the owner is a really nice guy who decided to open the shop after a trip to Portugal.

We had lunch at Little Tree Books & Coffee, a cozy little bookshop and café behind the Acropolis. If the weather allows, sit outside and enjoy the view over the Acropolis Museum. Unfortunately, most of the books are in Greek but still, I found the book shop part quite fascinating. Don’t be sad, you can still find some classic books in English.

After lunch, we headed to the Acropolis Museum, the archeological museum that shows the findings from the Acropolis. Here you will find a good variety of objects from sculptures to artifacts. Even the museum is an archeological site and that’s why the building is elevated from the ground.

Day three
The third day was more relaxed and we didn’t have a plan, we simply wandered across the streets of Athens. We started by exploring the triangle area, the name comes from the connection of three of the main squares of the city: Omonoia, Syntagma, and Monastiraki. This route was used by the old Athenians for daily shopping. Each street is organized by a theme, which means that each one of the streets sells specific products, this area reminded me again of Porto’s downtown.

For a refreshing break head to Le Greche for an ice-cream, to buy the Athens Walkthrough zine and the Athens guide go to Paraphernalia, for a quick bite and a drink by the end of the day the six d.o.g.s. is a good option.

Day four
This was our archeological day! We bought a combined ticket in advance to visit the Acropolis, which means the ticket is valid for 5 days and includes the entrance to most archeological sites in Athens. We decided to visit the Ancient Agora, the Roman Agora, the Hadrian’s Library, the Temple of Zeus and Kerameikos… If you have time I think it makes sense to buy the combined ticket (30€) and visit the rest of the archeological sites. If you don’t have a lot of time go at least to the Temple of Zeus, totally worth the visit.

After a day absorbing a lot of information we spend the evening exploring the Psyrri area and we ended up having dinner at Atlantikos, a modest family restaurant serving traditional Greek food.

Day five
Our last day in Athens couldn’t have started better with a brunch at Philos. Philos is a cafe and concept store that serves Mediterranean based food, from eggs Benedict to strapatsada (typical Greek dish), salads, pancakes… On the first floor, you’ll find a store that sells clothing, accessories, homewares… After brunch, we took some time to explore the Kolonaki area before heading to the Museum of Cycladic Art.

Our last stop, before heading back home, was the Stavros Niarchos Foundation Cultural Center a building complex that includes the National Library, the National Opera, and a big park. The center is located a bit far from the city center, it was the first time we caught a bus, overlooking the Faliron bay and the garden overlooks the city of Athens. Every Athenian to whom we spoke told us to go there, this is a very important complex since it’s the only state building built in the last couple of years and I think the Athenians are very proud of it.

That’s everything about our trip to Athens, I really enjoyed the city and I would say it’s in my top European cities. It reminds me a lot of my hometown, Porto… The streets with small traditional shops selling fabrics, tools, etc, the main market, the small restaurants serving delicious food for a very cheap price… Stay tuned for the second part of our trip to Greece, the Greek Islands.

pt. Desde há alguns anos que queria ir à Grécia, em particular a Atenas, mas para alguém que vive em Portugal voar para a Grécia significa que se tem de atravessar a Europa, sem voo direto, e isso vem com um preço, literalmente. O cenário muda quando se vive na Suiça e há voos diretos para Atenas. Vamos lá!

Na minha cabeça, sempre pensei que iriamos precisar de 4 ou 5 dias em Atenas, mas depois alguém me disse “Atenas é só a Acrópole”. Atenas não pode ser apenas a Acrópole… Foi quando conheci uma rapariga Grega numa feira de livros em Basileia, falei-te dela aqui, e falámos sobre Atenas. Felizmente, ela estava a vender uma guia de Atenas cheio de dicas preciosas que ela e os amigos compilaram, todos de Atenas. E sim, há mais em Atenas para além da Acrópole e eu gostei muito da cidade.

Dia um
O nosso primeiro dia na capital Grega não poderia ter começado de melhor forma com uma visita guiada pelas Stoas Atenienses organizada pela Athens Walkthrough. As Stoas são galerias/passagens dentro da própria cidade, cheias de pequeno comércio local: livrarias, loja de fotocópias, cafés, loja de ferramentas, loja de brinquedos… A maioria do comércio destina-se à população local e não tanto a turistas e por isso é uma boa oportunidade para dois dedos de conversa. Durante algumas horas, senti-me mais um local e menos um turista, estava em Atenas, mas podia estar algures na baixa do Porto.
Depois da visita guiada, estávamos a precisar de comer qualquer coisa antes de irmos para a Acrópole, por isso decidimos fazer uma paragem no Feyrouz para almoçar. O Feyrouz é um pequeno restaurante, que serve comida Libanesa deliciosa e por um preço muito simpático.

De estômago cheio, estavamos pronto para subir até à Acrópole, (compra os bilhetes com antecedência aqui). A Acrópole é um conjunto de templos, localizado no topo the um monte com boas vistas sobre Atenas. Sendo uma das maiores, se não mesmo a maior, atrações da cidade está cheio de turistas, mas vale muito a pena ir lá e ver pelos próprios olhos estas construções, algumas datadas do IV AC.

O dia terminou no Philopappou hill para uma vista diferente para a Acrópole e para ver o pôr do sol.

Dia dois
No nosso segundo dia em Atenas, o sol estava a brilhar e previa-se um dia muito quente, por isso decidimos aproveitar a manhã a explorar a zona da Acrópole, Plaka. Enquanto nos perdemos pelas pequenas ruas, paramos na Flaneur para comprar alguns souvenirs, o dono é muito simpático e decidiu abrir a loja após uma visita à “A vida Poruguesa”, no Porto.

O almoço foi na Little Tree Books & Coffee, uma pequena e acolhedora livraria e café por trás da Acrópole. Se o tempo estiver bom, senta-te no exterior com vista para o Museu da Acrópole. Infelizmente, a maior parte dos livros estão em Grego, mas ainda assim achei a parte da livraria fascinante. Não fiques triste, eles têm alguns clássicos da literatura em Inglês.

A seguir ao almoço, fomos para o Museu da Acrópole, um museu onde estão expostos os achados arqueológicos encontrados no recinto da Acrópole. Aqui vais ver de tudo desde moedas, a esculturas, ferramentas, etc… O próprio museu está localizado sobre uma escavação arqueológica e por isso encontra-se elevado do chão.

Dia três
Não tínhamos planos para o terceiro dia por isso aproveitámos para relaxar e vaguear pelas ruas de Atenas. Começámos por explorar a área do triângulo de Atenas, o nome deriva da ligação das três maiores praças da cidade: Omonoia, Syntagma e Monastiraki. Esta era a antiga rota dos Atenienses para fazer as compras do dia a dia. Cada uma das ruas está organizada por tema, o que significa que cada uma delas vende produtos específicos, o que me faz lembrar algumas ruas da baixa do Porto.

Para uma pausa refrescante passa Le Greche para comer um gelado, para comprar a Athens Walkthrough zine e o guia de Atenas vai à Paraphernalia, para comer algo rápido e beber algo ao final do dia recomendo o six d.o.g.s..

Dia quatro
Este foi o nosso dia da arqueologia! Como comprámos o bilhete combinado para visitar a Acrópole, o bilhete é válido por cinco dias e inclui a entrada na maioria dos dos sítios arqueológicos. Por isso, decidimos visitar a Ancient Agora, a Roman Agora, a Hadrian’s library, o Temple of Zeus e Kerameikos. Se tiveres tempo penso que faz todo o sentido comprar o bilhete combinado (30€) e visitar os restantes locais além da Acrópole. Se não tiveres muito tempo vai pelo menos ao Temple of Zeus, não te vais arrepender.

Depois de passarmos o dia cadeados por tanta informação e história decidímos passar o final a explorar a zona de Psyrri e acabámos por jantar no Atlantikos, um restaurante familiar e modesto que serve comida Grega.

Dia cinco
O nosso último dia em Atenas começou da melhor maneira com um brunch no Philos. O Philos é um café e concept store que serve maioritariamente comida Mediterranica desde ovos Benedict a Strapatsada (prato típico Grego), saladas, panquecas… No primeiro andar, existe uma loja que vende roupa, acessórios, produtos para a casa… Depois do brunch, aproveitámos para explorar a zona de Kolonaki antes the irmos para o Museum of Cycladic Art.

A última paragem antes de voltarmos a casa, foi o Stavros Niarchos Foundation Cultural Center um conjunto de edifícios do qual fazem parte a Biblioteca Nacional, a Ópera e um parque verde. O complexo esta localizado um pouco longe do centro da cidade, foi a primeira vez que nos tivemos de deslocar de autocarro, virado para a baía de Faliron e o jardim está direcionado para a cidade de Atenas. Todos os habitantes de Atenas com quem falámos disseram-nos para ir lá ver, penso que é uma obra muito importante para eles pois é o único edifício estatal construído nos últimos anos na capital Grega e por isso estão todos muito orgulhosos dele.

E é tudo sobre a nossa estadia em Atenas, eu gostei muito da cidade e arrisco-me a dizer que é uma das minhas preferidas na Europa. Faz-me lembrar da minha cidade, o Porto… As ruas com a pequenas lojas de comércio tradicional que vendem tecidos, ferramentas, etc. o mercado, os pequenos restaurantes que servem comida deliciosa a preços simpáticos… Dica atento à segunda parte da nossa viagem à Grécia, as Ilhas Gregas.

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap