Greek Islands Part II

en. Here I am again to finish writing about the last four islands we visited in the Cyclades: Naxos, Koufonisia, Amorgos, and Santorini.

Naxos
We didn’t plan to go to Naxos, but two of our ferries stopped there, so we decided to explore the island on foot. In two (different) half days with backpacks, we just had the time to explore the Apollo temple and the surrounding city. Still, we found an organic café serving delicious local food, Anna’s Organic Café, a perfect spot to start the day with a nutritious breakfast. The organic café it’s not just a café, it also has a little shop selling organic products like spices, teas, yogurts, etc… Looking for something sweet and refreshing? The Milkato ice cream shop has a good range of ice cream and if you’re thirsty they serve you filtered water in glass bottles.

Naxos

Koufonisia
The other island on my top is Koufonisia! Here there isn’t much to see apart from exploring the beaches and see the beautiful sunset. The island is even smaller than Folegandros so again perfect to explore on foot. Everything is in a short walking distance… the beach, the pier, the restaurants, and bars. At Galleria Spigolo you can find objects from local designers/artisans, for a drink by the sea head to Sarokos (the staff is really nice here… we order the cocktails without straws and we explained why. They perfectly understood and served the cocktails in a bigger glass so we could drink them without the straw.) and for dinner, Capetan Nikolas serves fresh and traditional Greek food. If you’re a cat lover like me, you’ll enjoy the restaurant.

Note: avoid going to the small Cyclades in the last week of September since some restaurants will be already closed plus the weather can be a bit windy during this time of the year.

Koufonisia

Amorgos
The landscape is quite diverse here, beaches, mountains, cliffs, precipices, coves you’ll find everything. Amorgos is a good island for hiking and to explore the ancient ruins on your own, you can check here the main hiking paths.
A bit bigger than Koufonisia and Folegandros, Amorgos has a bus line that covers the entire island and also some rent-a-car in case you want to explore it at your own pace. Close to the Agia Anna beach, don’t miss the Hozoviotissa Monastery, a religious construction built on the cliffside and the Amorgos Botanical Park in Katapola.

Santorini
Our last stop on our island hopping was in Santorini and arriving at the always crowded Santorini after three consecutive days of canceled ferries due to a storm wasn’t the best experience at all… Lots of people trying to catch the ferry, people like us trying to leave the ferry, traffic, people shouting… After a while, we finally arrived in Oia to enjoy the famous sunset. Oia is a beautiful city, but the number of tourists makes it impossible to enjoy it. After the sunset, we just wanted to find a quiet place to enjoy a meal with a glass of wine and that’s how we found Oia Vineyard, a quiet restaurant hiding in a narrow city of Oia. The adventure couldn’t have finished in a better way.

After writing about this amazing trip around the Cyclades I just want to catch a plane and go back to Greece, there are still a lot of things to explore… Heraklia and Crete are on my bucket list, so I hope I can visit them soon.

Check my map here to see the places that I wouldn’t mind to visit again in the Greek Islands.

Monastery of Hozoviotissa, Amorgos

pt. Aqui estou eu de novo para terminar a escrita sobre as últimas quatro ilhas que visitámos nas Cíclades: Naxos, Koufonisia, Amorgos e Santorini.

Naxos
Nós não planeámos ir a Naxos, mas como dois dos nossos ferries pararam lá, decidímos explorar a ilha a pé. Estivemos dois meios dias (diferentes) na ilha, carregados de mochilas às costas, só tivemos tempo de ver o templo de Apolo e a cidade envolvente, Chora. Ainda assim, encontrámos um café que serve comida orgânica local deliciosa, Anna’s Organic Café. É o sítio perfeito para começar o dia com um pequeno almoço nutritivo. Este sítio não é apenas um café, mas sim uma loja que vende produtos orgânicos locais como especiarias, chás, iogurtes, etc… Procuras algo doce e refrescante? A gelataria Milkato tem um bom sortido de gelados e ainda te serve a água filtrada em garrafas de vidro.

Church, Naxos

Koufonisia
A outra ilha no meu top de ilhas favoritas é Koufonisia! Aqui não há muito para ver além de explorar as praias e ver o lindíssimo pôr do sol. A ilha é ainda mais pequena que Folegandros, por isso é perfeita para ser explorada a pé. Tudo está localizado a uma curta distância a pé… a praia, o porto, os restaurantes, e os bares. Na Galleria Spigolo podes encontrar objetos feitos por designers/artístas locais, para uma bebida em frente ao mar o Sarokos é perfeito (o staff é muito simpático, dissemos-lhes que queríamos os nossos cocktails sem palhinhas e explicamos o porquê e eles simplesmente serviram-nos os cocktails num copo mais alto para que os pudéssemos beber sem palhinhas). Para jantar, o Capetan Nikolas serve comida Grega fresca e tradicional. Se és um amante de gatos como eu, vais adorar este restaurante.

Nota: evita ir para as pequenas Cíclades na última semana de Setembro pois alguns restaurantes já estarão encerrados e o tempo é tendencialmente mais ventoso.

Amorgos
A paisagem aqui é bastante variada, praias, montanhas, precipícios, grutas vais encontrar de tudo. Amorgos é uma boa ilha para fazer hiking e explorar as ruínas por tua conta, podes consultar os percursos aqui.
Um pouco maior do que Koufonisia e Folegandros, Amorgos tem um autocarro que percorre a ilha e alguns rent-a-car caso queiras explorar a ilha ao teu ritmo. Perto da praia de Agia Anna, não percas o Mosteiro Hozoviotissa, um edifício religioso construído num precipício e o Amorgos Botanical Park em Katapola.

Amorgos

Santorini
A nossa última paragem da nossa viagem pelas Cíclades foi em Santorini e chegar à turística ilha depois de três dias consecutivos de ferries cancelados devido a uma tempestade não foi a melhor experiência… Muita gente a tentar entrar no ferry enquando pessoas como nós tentavam sair, trânsito, pessoas aos berros… Umas horas depois, finalmente chegámos a Oia mesmo a tempo para ver o famoso pôr do sol. Oia é uma cidade muito bonita, mas a quantidade de turistas faz com que seja impossível desfrutar da sua beleza. Depois do pôr do sol só queríamos encontrar um sítio sossegado para jantar e beber um copo de vinho… Foi quando encontrámos o Oia Vineyard, um restaurante longe dos radares turísticos escondido numa travessa em Oia. A avantura não poderia ter terminado da melhor maneira.

Depois de escrever sobre a nossa viagem às Cíclades só me apetece apanhar um avião e voltar à Grécia, onde ainda há muito para explorar… Heraklia e Creta são dois exemplos de ilhas que gostava muito de visitar, espero que num futuro próximo.

Não te esqueças de consultar o meu mapa aqui para veres todos sítios que não me importaria de visitar novamente nas ilhas Gregas.

Santorini

Leave a Reply

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Share via
Copy link
Powered by Social Snap